segunda-feira, 2 de dezembro de 2013

* Bromélia da Bahia


Jardim de Stefania

*  PLANTAS PREFERIDAS  *


Bromélia Porto-seguro
Aechmea blanchetiana  é uma planta herbácea de folhagem e florescimento muito ornamental.  Conhecida popurlamente com Bromélia da Bahia ou Porto-seguro, Originaria da Mata Atlântica, Vegetando principalmente do Espirito Santo a Bahia. Foi popularizada pelo paisagista brasileiro Roberto Burle Marx na década de 60, que a utilizada em grandes maciços sob sol pleno. O contraste e o brilho que ela possui, confere ao jardim um visão espetacular. Ela é uma epífita perene,rizomatosa e apresenta uma coloração verde-clara e até um pouco amarelada e laranja-avermelhada (estes tons depende do tempo de exposição ao sol),  pode atingir a 90 cm de comprimento e possuem espinhos em toda borda.



Paisagismo: Projeto, Consultoria, Execução e Manutenção de Jardim
stefaniartejardim@gmail.com  -  027 999978705






BROMÉLIA X DENGUE

Muitas pessoas andam falando ainda sobre as bromélias serem criadouros do mosquito da dengue. Para esclarecer de vez este mal entendido, passo a vocês o texto extraído da Sociedade Brasileira de Bromélias.

A Sociedade Brasileira de Bromélias, sustenta que as bromélias não são criadouros preferenciais. Mas, com o avanço da moléstia, à mercê de um enorme descuido das autoridades de saúde, a ordem agora é enfrentar o mosquito e não deixar que as bromélias sejam estigmatizadas e transformadas em bodes expiatórios.

Para pessoas que possuem poucas plantas em casa ou no apartamento:
- Deverão ter sua água trocada pelo menos duas ou três vezes por semana. A água deverá ser entornada sobre a terra ou longe dos ralos;

- Regar as plantas com uma calda de fumo (fumo de rolo ou de cigarro colocado em dois litros d'água de um dia para outro ou fervido) ou com solução de água sanitária (uma colher de chá de sanitária para um litro d'água) duas vezes por semana;

- Também se recomenda a aspersão de todo o ambiente onde as plantas estão com inseticida aerosol piretróide com propelente à base de água (evitar aqueles com querosene) duas vezes por semana;

- Se possível, utilizar todas essas medidas em conjunto para segurança total. Bromélias plantadas no chão, em residências ou condomínios: Recomenda-se o inseticida ecológico rural, da Natural Camp ou fumo de rolo diluído em água, ou um pouquinho da borra do pó de café diluído em água.

IMPORTANTE: Para acabarmos com o mosquito, o controle deverá ser permanente, quebrando o ciclo do mosquito. Os ovos do Aedes aegypti ficam viáveis por até 400 dias e, com isso, se não houver atenção até o ano que vem, ele retornará ainda pior em todos os focos conhecidos.

A manutenção dos jardins e espaços públicos é responsabilidade do Estado ou do Município, a quem cabe decidir os produtos e técnicas a serem utilizados. Sabemos hoje que o combate a esses focos é possível e não obriga à destruição de plantas de qualquer natureza que são patrimônio público, ou seja, da população. A legislação ambiental protege as bromélias da natureza porque reconhece a sua importância nos ecossistemas. É crime ambiental, inafiançável, extrair ou destruir bromélias dos ambientes naturais! 

Ninguém precisa se desfazer das suas bromélias. Elas são fonte de beleza e a natureza certamente agradecerá.

CONCLUSÃO: Habitado por um vigoroso pool de formas nativas de vida e sujeito à constante substituição biológica de suas águas, O POÇO DE VIDA DAS BROMÉLIAS NÃO É CRIADOURO ADEQUADO PARA O AEDES AEGYPTI, UM MOSQUITO EXÓTICO. As águas paradas das poças (pratinhos, pneus, vidros e garrafas), com ecologia mais pobre, são o local ideal para a proliferação do mosquito do dengue.



Paisagismo: Projeto, Consultoria, Execução e Manutenção de Jardim
stefaniartejardim@gmail.com  -  027 999978705

COPYRIGTH

As fotos acima publicadas, bem como seus direitos autorais, pertencem as seus respectivos proprietários.  Caso você seja proprietário de alguma imagem e queira que seu link seja mencionado, entre em contato comigo por email (stefaniartejardim@gmail.com), para que eu possa fazer a devida alteração. 


Nenhum comentário:

Postar um comentário